Buscar
  • Dr Rodolfo Weidmann

Por que o equilíbrio emocional é tão importante para pacientes com fibromialgia?


A fibromialgia é uma síndrome de origem multifatorial, que se manifesta com dores em todo o corpo, principalmente na musculatura e articulações, além de um mal-estar generalizado, com fadiga, problemas para dormir, alterações intestinais e cognitivas, distúrbios emocionais e psicológicos.


Atualmente, já se sabe que a interpretação da dor no cérebro é influenciada por diversos fatores, inclusive pelas emoções. Por essa razão, o equilíbrio emocional é tão importante para todas as pessoas. Mas, no paciente com fibromialgia, estar emocionalmente em equilíbrio demonstra ser ainda mais importante.


🔸 Isso porque, já foi comprovado que as emoções negativas tendem a amplificar o quadro de dor causado pela síndrome. E o aumento da dor, por sua vez, leva o paciente a mais emoções negativas, podendo gerar o desenvolvimento de distúrbios emocionais e psicológicos. Podemos falar que ocorre um verdadeiro círculo vicioso.


E mais. Além de evitar o agravamento da dor por questões emocionais, o equilíbrio emocional é parte importantíssima da qualidade de vida. E o cuidado com a qualidade de vida do paciente fibromiálgico é, por sua vez, o melhor tratamento da fibromialgia.


Por isso, muito mais relevantes que os medicamentos, são utilizadas a psicoterapia, a fisioterapia, atividades físicas, massagens, meditação, acupuntura, enfim, mecanismos que gerem bem-estar ao paciente.


🔸 E esse bem-estar é imprescindível também para que o paciente consiga manter uma rotina de exercícios, que são os principais aliados no tratamento e trazem benefícios na melhora da dor, do cansaço, do sono e do próprio humor. Afinal, a atividade física raramente é incorporada por pacientes que não estão se sentindo emocionalmente bem.


E você, já sabia como a parte emocional afeta o paciente com fibromialgia?


Dr. Rodolfo Weidmann

Reumatologista

RQE 26807

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo