Buscar
  • Dr Rodolfo Weidmann

Uma forte relação das doenças gastrointestinais com dores articulares

Qual a relação das doenças gastrointestinais e dores articulares?

A artrite é uma manifestação extra intestinal reconhecida de várias condições, incluindo a Doença Inflamatória Intestinal (DII), Doença Celíaca e infecções bacterianas do intestino. Existem vários mecanismos que podem estar por trás da inflamação concomitante do intestino e da articulação. Sugere-se como o primeiro e principal processo para a maioria desses mecanismos propostos um distúrbio da barreira intestinal. Uma alternativa é que fatores genéticos ou ambientais compartilhados predispõem os indivíduos a várias manifestações de órgãos dessas condições inflamatórias, como intestino articulações. Além disso, é observado um papel na translocação de patógenos. Estudos mostram que a maioria dos pacientes com Espondiloartrite (como Espondilite Anquilosante e Artrite Psoriásica) exibem inflamação intestinal subclínica indicando uma ligação ainda mais estreita do quadro articular com as DII do que somente naqueles com manifestações intestinais clinicamente manifestas.


Como artrite se manifesta nas doenças gastrointestinais?

A artrite associada à DII pode se manifestar principalmente com envolvimento axial, com características de espondilite e sacroileíte. Porém também pode apresentar envolvimento exclusivamente articular periférico com associação de ambos os segmentos articulares. Também temos que lembrar que o quadro articular nas DII pode ser decorrente de efeitos adversos do tratamento, como no uso de altas doses de glicocorticoides aumentando risco de osteonecrose e infecções. Didaticamente subdividimos as manifestações articulares das DII para facilitar compreensão de suas apresentações:

> artropatia tipo I, a artrite periférica tende a ser aguda e oligoarticular (afetando seis ou menos articulações). Geralmente ocorre no início do curso da doença intestinal, é autolimitada (90% em menos de seis meses) e não erosiva. O joelho é a articulação mais comumente afetada. Afeta cerca de 5% dos pacientes com DII. Os sintomas articulares podem ocorrer antes do início dos sintomas de DII, e essa forma de artrite costuma estar associada a crises de doença intestinal.

> Na artropatia tipo II, os pacientes têm doença poliarticular, com as articulações metacarpofalângicas sendo particularmente envolvidas. Outras articulações, como joelhos, tornozelos, cotovelos, ombros, punhos, articulações interfalangeanas proximais e metatarsofalangeanas são afetadas com menos frequência. Aproximadamente 50% dos pacientes com DII tem artrite migratória. Episódios de exacerbações e remissões podem continuar por anos. Afeta de 3 a 4% dos pacientes com DII. O envolvimento articular raramente precede o diagnóstico de DII, e os sintomas articulares geralmente não são paralelos à atividade da doença intestinal.

> Pacientes com espondilite e/ou sacroileíte geralmente relatam sintomas com características de dor inflamatória nas costas, o que deve alertar o gastroenterologista ou internista para a possibilidade de Espondiloartrite. Os pacientes geralmente se queixam de rigidez prolongada nas costas e/ou nádegas pela manhã ou após o repouso. A rigidez e a dor associada geralmente são aliviadas com exercícios. Os sintomas nas costas geralmente não estão relacionados à atividade da DII.

> Entesite, inflamação da inserção do tendão no osso; e dactilite, inflamação do dedo, frequentemente denominado “dedo em salsicha" ou "dedo em salsicha", pode ocorrer em pacientes com artrite associada à DII, como em outras formas de Espondiloartrites. Fasciíte plantar, que causa dor no calcanhar, e tendinite de Aquiles são as formas mais comuns de entesite observadas.


Como fazer o diagnóstico e tratamento de manifestações articulares associadas a doenças gastrointestinais:

O diagnóstico pode ser tanto realizado pelo gastroenterologista que acompanha sua doença gastrointestinal de base como por um Reumatologista. Porém sempre haverá um acompanhamento conjunto dos dois especialistas, visto que atividade da doença intestinal pode ativar quadros articulares e o tratamento de ambas as afecções estão inter-relacionados.



19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo